Brado Retumbante

Do golpe às diretas

Paulo Markun

Revivendo as Diretas Já!

Brasileiros foi conferir o lançamento de site que revive detalhadamente um dos capítulos mais marcantes de nossa história

A noite de 19 de setembro foi de comemoração e reverência, figuras importantes da história de nossa democracia se reuniram no Museu da Imagem e do Som, o MIS, para o lançamento do site Brado Retumbante, página dedicada a manter vivo o espírito e as histórias de quem se envolveu e lutou pelo direito de escolhermos nossos representantes políticos, um movimento que ficou eternamente marcado como o Diretas Já.

Idealizado por Paulo Markun em parceria com o Instituto da Cultura Democrática, o site, totalmente multimídia, contará com depoimentos de 70 personalidades fundamentais para o sucesso do Diretas Já. O jornalista Ricardo Kotscho, que na época era repórter da Folha de São Paulo, um dos jornais mais presente no Diretas, ressaltou a necessidade de preservarmos nossas memórias através de iniciativas como o Brado Retumbante. "Eu sou totalmente a favor, participo, ajudo... O Diretas Já veio da População, isso era inédito e foi muito importante para a história do nosso País. Não sou saudosista nem nada disso, mas acho muito importante". Sobre a apatia do jovem e da sociedade como um todo, Kotscho fui um pouco mais cauteloso e disse ver a situação de maneira não tão radical. "Hoje não existe movimento estudantil no Brasil, não existe movimento sindical... naquela época, todos se juntaram em busca da democracia, hoje ela já existe".

Entre os convidados de honra estava Osmar Santos, locutor de diversos comícios pró Diretas e eternizado como a voz do movimento. Debilitado após grave acidente em 1994 que comprometeu boa parte de seus movimentos e sua fala, quando adentrou o salão do MIS, Osmar Santos foi ovacionado por pouco mais de 1 minuto. Após breve apresentação de Paulo Markun, Marco Antônio Tavares, 85 anos, e Armênio Guedes, 94, dois dos mais velhos jornalistas e ativistas pró-diretas, foram chamados ao microfone e, emocionados, lembraram um pouco da luta que travaram em busca da democracia e, principalmente, dos milhares de amigos presos, torturados e assassinados durante o triste período em que tivemos sob ditadura militar.

Terminada as solenidades, Paulo Markun falou um pouco com a Brasileiros e apontou um dos problemas que o motivou na criação do novo site. "A escola no Brasil e a própria imprensa dão pouco espaço para nossa história recente. Existe mobilização por parte dos jornalistas quando existe um evento, uma data histórica, 10 anos disso, 50 anos daquilo... Nas escolas, falta material adequado para ensinar as crianças. O objetivo do site é resgatar a memória coletiva, ela não é de uma pessoa, um movimento com esse teve muita gente participando". Markun explicou que, além dos depoimentos de pessoas como Fernando Hen-rique Cardoso, Marcelo Tas, José Serra, José Dirceu, Marta e Eduardo Suplicy, os quatro últimos presentes na festa, o site conta também com fotografias e espaço para que o internauta compartilhe sua história. Editoria: Site 21/09/2011 – quarta-feira Brasileiros Online r Link: http://www.revistabrasileiros.com.br/secoes/o-lado-b-da-noticia/noticias/2432/