Brado Retumbante

Do golpe às diretas

Paulo Markun

História

A ditadura começou efetivamente no dia primeiro de abril de 1964 e terminou em março de 1985, com a posse de José Sarney. Uma interpretação mais rigorosa pode empurrar o fim do regime em 1988, com a aprovação da Constituinte, que substituiu o chamado entulho autoritário por uma legislação democrática. Por outro lado, os antecedentes mais diretos do golpe estão na crise provocada pela renúncia do presidente Jânio Quadros em agosto de 1961, quando os três ministros militares vetaram a posse do vice João Goulart, num movimento afinal abortado pela reação encabeçada pelo governador do Rio Grande do Sul, Leonel Brizola.

O projeto Brado Retumbante começa sua viagem na chamada Campanha da Legalidade, em 1961 e termina-a na posse de José Sarney, o vice de Tancredo Neves, em março de 1985. No meio do caminho, dá detalhes do golpe militar, atos institucionais, movimento estudantil, bipartidarismo, censura, tortura, terrorismo de Estado, anistia, greves operárias, fim dos partidos e a campanha das diretas. Para cada um desses temas, há uma página explicativa, referências bibliográficas e vídeos relacionados. Boa viagem!