Brado Retumbante

Do golpe às diretas

Paulo Markun

Conteúdo com a tag Dante de Oliveira:

Site vai contar história das Diretas Já

Os senadores paranaenses Álvaro Dias (PSDB) e Roberto Requião (PMDB) são os únicos políticos paranaenses cujos depoimentos sobre as Diretas Já constam do site www.brado retumbante.org.br, que será lançado no Museu da Imagem e do Som, em São Paulo, no próximo dia 19. O site tem a pretensão de ser o maior acervo na internet sobre o período entre o Golpe Militar de 1964 e o Movimento Direta Já, 1m 1984. O jornalista Paulo Markun entrevistou centenas de personalidades para o site.

Novo portal ouve quem lutou e resgata o movimento das Diretas Já

Editoria: Site 16/09/2011 – sexta-feira

Setenta personalidades gravaram vídeos, entre eles: Fernando Henrique Cardoso, José Sarney, Eduardo Suplicy, José Serra, Marcelo Tas, Franklin Martins

A Emenda das diretas

A Emenda que acabou dando substrato para a maior campanha de massas da história do país foi apresentada na primeira sessão legislativa de 1983 por um deputado alto, magro e novato: Dante de Oliveira, do PMDB. Um texto curto e grosso, que segue abaixo:

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº5, DE 1983

Dispõe sobre a eleição direta para Presidente e Vice-Presidente da República

O Comício da Sé

Num almoço de confraternização com repórteres políticos, no final de 1983, o governador Franco Montoro deu um passo decisivo na campanha das diretas. De acordo com João Russo, editor de política da Folha na época, quem tomou a iniciativa de cobrar mais atuação em favor da campanha foi Galeno de Freitas, colunista e repórter do jornal.

Diretas Já

Desde que o primeiro ato institucional permitiu a eleição indireta do marechal Castelo Branco, as diretas passaram a fazer parte do programa da oposição. Mas durante um longo tempo, a tese aparecia em segundo plano, ofuscada pela proposta de uma assembleia nacional constituinte, sem a qual, imaginavam políticos e teóricos, seria inútil restaurar o voto direto.

Dante de Oliveira: o pai das Diretas-Já

No dia 6 de fevereiro de 1952, quando Dante Martins de Oliveira nasceu em Cuiabá, Getúlio Vargas era presidente e entrava na segunda semana de férias em Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro. João Figueiredo, ensinava oficiais a montar na Vila Militar, no Rio de Janeiro, Tancredo Neves e Ulysses Guimarães estavam no palácio Tiradentes, na condição de deputados do PSD.

Ulysses Guimarães: o Senhor Diretas

Primeiro dos cinco filhos da professora Amélia Correa Fontes e do coletor de impostos Ataliba Guimarães, Ulysses Silveira Guimarães, nasceu em Rio Claro, no interior de São Paulo. Mas como aconteceu com outras figuras públicas aqui já mencionadas há dúvidas ou imprecisão sobre a data exata de seu nascimento. Sua biografia oficial crava dia seis de outubro de 1916. Mas o repórter Francisco Ornellas de O Estado de S. Paulo localizou dois documentos que apontam para o mesmo dia, mas um ano antes.