Brado Retumbante

Do golpe às diretas

Paulo Markun

Conteúdo com a tag Mario Covas:

Site vai contar história das Diretas Já

Os senadores paranaenses Álvaro Dias (PSDB) e Roberto Requião (PMDB) são os únicos políticos paranaenses cujos depoimentos sobre as Diretas Já constam do site www.brado retumbante.org.br, que será lançado no Museu da Imagem e do Som, em São Paulo, no próximo dia 19. O site tem a pretensão de ser o maior acervo na internet sobre o período entre o Golpe Militar de 1964 e o Movimento Direta Já, 1m 1984. O jornalista Paulo Markun entrevistou centenas de personalidades para o site.

Nova geração 'ignora' campanha das Diretas Já, afirma Paulo Markun

Editoria: Política 15/09/2011 – quinta-feira

Site Brado Retumbante, a ser lançado na semana que vem, traz acervo multimídia com depoimentos com personagens centrais do movimento pela democracia

Pronunciamento de Mario Covas

Pronunciamento de Mario Covas (MDB/SP), em 12 de dezembro de 1968, o dia que precede o AI-5.

Lembranças do primeiro debate na TV

Na disputa pelo voto direto para o governo dos estados, em 1982, um fato novo foi o uso da televisão. Com a censura abrandada pela abertura política no governo João Figueiredo (e que começara com seu antecessor, Ernesto Geisel) a oposição conseguiu espaço para responder aos ataques do candidato do governo num evento inédito: um debate ao vivo.

O Comício do Anhangabaú

No dia 16 de abril de 1984, aconteceu no Vale Anhangabaú, em São Paulo, o último grande comício da Campanha das Direta. Na mobilização, agora coordenada por um comitê com mais de cem entidades, foram utilizados três milhões de panfletos, 100 mil cartazes e chamadas no rádio e na TV.

O Comício da Sé

Num almoço de confraternização com repórteres políticos, no final de 1983, o governador Franco Montoro deu um passo decisivo na campanha das diretas. De acordo com João Russo, editor de política da Folha na época, quem tomou a iniciativa de cobrar mais atuação em favor da campanha foi Galeno de Freitas, colunista e repórter do jornal.

Morte de Edson Luís

Relatório das circunstâncias da morte de Edson Luís:

Dados Pessoais

Nome: Edson Luis de Lima Souto

Cidade: (onde nasceu) Belém

Estado: (onde nasceu) PA

País: (onde nasceu) Brasil

Data: (de nascimento) 24/2/1950

Atividade: Estudante secundarista

Morto ou Desaparecido: – Morto. 28/3/1968, Restaurante Calabouço

Eleições de 1982

As primeiras eleições diretas para governador após o golpe militar (e a parcial de 1965) aconteceram em 15 de novembro de 1982 e foram o maior pleito da história política do país, até então. O eleitor podia escolher seis cargos: governador, senador (uma vaga), deputado federal, deputado estadual, além de prefeito e vereador.

Frente Ampla

Carlos Lacerda, ex-governador da Guanabara e participante ativo do golpe de 1964 logo se desencantou com o regime militar, que acabou com a democracia e barrou seu caminho até a presidência.

Generais no poder

João Baptista de Oliveira Figueiredo foi o último general a chegar à presidência da República na ditadura. A ele caberia completar o projeto de abertura lenta, segura e gradual planejado pelos generais Ernesto Geisel e Golbery do Couto e Silva, entregando o poder a um civil alinhado com os princípios da Revolução de março de 1964.